quarta-feira, 9 de agosto de 2017

A criação de Pan Gu

盘古开天辟地



 No princípio havia o não-ser, a insondável nuvem sem forma. O céu e a terra estavam em um mesmo e único não - lugar. Assim como tudo, não tinham nome, pode-se dizer que o que existia era o caos,  混 乱 o ovo cósmico 盘古, Tai Chi , a grande energia,  o  Tao.

O Tao em seu movimento gerou o Um. O Um gerou o Dois. O Dois gera o três e logo depois toda a escuridão. O ser que existia, então, toma a forma de um homem chamado Pan Gu 盘古. O trabalho desse homem é separar o leve, rosa-claro e brilhante (Yang ), do denso, escuro e pesado (Yin  ). Assim, Pan Gu começou a separar o céu da terra.

Para fazer seu trabalho, Pan Gu crescia empurrando o céu 天空 com a sua cabeça, pisando no chão com os seus pés. Esse esforço foi a sua vida .

Exaurido, deitou-se sobre si mesmo formando a terra; seu olho esquerdo brilhou e nasceu o Sol e, do olho direito nasceu a Lua 月亮. Seu fôlego expandiu-se em forma de vento e sua voz ressoou em trovão.

Dos seus pés e cabeça, formou-se o Himalaia e todas as outras cadeias de montanhas; de seus ossos e dentes espalhados pela água , ao secar formaram-se as minas e os metais . A medula branca, líquidos cristalinos e outras gorduras, junto com o sangue , ao separar-se originaram os rios e mares.

A sua pele , tendões, os seus pêlos e unhas transformaram-se na madeira , e o manto da vegetação foi cobrindo toda a terra, em sua primeira primavera. Os músculos pulsantes e artérias deram forma ao fogo dos vulcões e ao calor da terra envolvida em sua neblina com chuvas 雨.

No seu corpo, porém, havia pequenos seres que dele viviam, exatamente desses parasitas de energia formou-se o pequeno homem . Esse que povoou o mundo, junto com todos os dez mil seres que, sucessivamente foram nascendo uns dos outros feito a madeira que se incendeia em fogo, gera a terra, onde está o metal que cava a água que alimenta a madeira.

____________________

Referências

Abreu, Antonio D. (Editor). Mitologia chinesa [Mitologia Primitiva], Quatro mil anos de história através das lendas e dos mitos chineses. SP: Landy, 2000

Pangu Separates the Sky from the Earth http://www.chinavista.com (2003)


Pan Gu, Chinese mythology.  Britannica.com https://www.britannica.com/topic/Pan-Gu (2017)

Ilustr. Arthur Lidov’s Medical Landscapes

Adapatação do mito: Costa, Paulo Pedro P. R. publicado originalmente
Verbo, poemas. BA: HarpDan; FazCultura, 2003